Agro

Commodities em Pauta

Alta das commodities acumula em 2021

O Atacado acumula alta de +2,6% no mês até hoje e +9,9% já em 2021.

Destaques são:

  • Soja +0,3%
  • Milho +0,3%
  • Trigo +0,5%
  • Cana +1,2%
  • Café +0,1%
  • Bovinos -0,1%
  • Aves -0,8%
  • Suínos +0,0%
  • Arroz +0,1%
  • Algodão -1,1%
  • Leite -1,5%
  • Feijão -2,8%
  • Batata +9,2%
  • Ovos +0,0%
  • Laranja -7,6%
  • Mamão +30,5%
  • Mandioca +3,2%
  • Tomate +10,1%

Dois números muito interessantes sobre demanda saíram ontem no mercado de milho:

  1. Um novo flash sales para China de 1,224mmt (segundo dia com compras acima de 1mmt).
  1. Produção de etanol que se recuperou fortemente.

Quanto às vendas de milho para China, supondo que 50% dos destinos não revelados seja o próprio país, o total já atinge 21,2mmt de milho importado dos EUA. Compras de milho que acontecem antes da reunião do Secretário de Estado dos EUA com suas contrapartes chinesas no Alaska. Esperamos que esta reunião aumente a demanda, pois a China vem se recuperando com mais velocidade que outros países.

A produção de etanol na semana 06/03-12/03 atingiu 971k barris/diários, saiu de -10,2% ano, na semana passada, para -6,2% ano. Os estoques de etanol caíram,  de 22,070 milhões de barris para 21,340 milhões, outra notícia bullish especialmente para uma época do ano em que os estoques  sobem.

Milho

Hoje sairá as exportações semanais de milho até 11/03. O mercado espera 300 a 700 mil toneladas de exportação da safra velha (safra ainda fraca), mas não estarão contabilizadas as duas mega compras de ontem e de terça, que só aparecerão na semana que vem.

Apesar de alguns analistas enxergarem artificialidade no movimento do milho, nós vemos diferente: o balance sheet de milho apertou frente à safra 2019-20 e deverá apertar ainda mais no final das contas (muito pelo USDA) para safra 2020-21.

No final do dia a alta do preço do milho-maio foi modesta, dado os dados fortes de demanda que saíram. O milho-dezembro teve ligeira queda, acreditamos que devido ao volume alto de chuvas na Argentina. Chuvas estas que talvez tenham chego muito tarde para a soja, mas podem acabar ajudando o milho que foi plantado plantado mais tarde, gerando uma espécie de “pré-safrinha” de milho na ARG.

Abaixo a produção de etanol de milho. A queda forte há três semanas atrás foi devido ao clima “ártico” que passou os EUA nessa semana.

Figura 1.

Produção de Etanol Semanal

Soja

O mercado de soja-maio fechou em queda pelas mesmas supostas razões: melhoras no clima na ARG. Embora uma maior produção faça o preço da commoditie cair, a soja-novembro encontra-se numa tendência de alta. As expectativas para exportações semanais, na semana finda em 11/03, para a safra velha está em 0k-400k toneladas. Diferente do milho, não há mais excedentes para exportação da safra de soja velha. Se surpreender para cima, os EUA terão que importar para exportar.

Não só a soja está numa tendência de alta, também óleo de soja subiu muito (gráfico abaixo K. Braun).  Apesar do rali ter esfriado um pouco nos últimos três dias, continua nas máximas de 9 anos. Turbinado pelo clima seco na Indonésia que fez quebrar o óleo de palma no país em 2019-20.

Figuras 2 e 3.

Futuros de Soja
Futuros de óleo de soja

Trigo

No mercado de trigo, a empresa privada de consultoria SovEcon revisou sua projeção da safra russa de 76,2mmt para 79,3mmt. Uma projeção bearish para o preço em um mercado que já estava o mais fraco. Para as exportações semanais o esperamos algo entre 150k-500k toneladas. As chuvas recentes foram menores que o esperado nas Planícies do Sul, mas ainda há chuvas no radar, lembrando que são as chuvas na primavera que fazem a diferença na produtividade do trigo de inverno.

Nos gráficos aparece um topo duplo rompido na bolsa de Kansas, além disso o trigo continua com o balance sheet mais folgado dos três. Subirá quando soja e milho saírem desse trade range. Abaixo o gráfico do milho em KC.

Figura 4.

Futuros de Trigo

Hoje a NOAA divulgará a previsão de precipitação para o médio prazo, isto é, para os trimestres de abril, maio e junho e o trimestre de  junho, julho e agosto.

Essas previsões e o resultados das exportações semanais farão diferença no mercado de hoje.

As duas janelas abaixo, para América do Sul e do América do Norte, tentam mostrar como serão as chuvas já começando a entrar em abril. Surgem boas chuvas no norte do MT, GO, região sul. O sul de MG com chuvas esparsas. Nos EUA, que já está com solo árido,  chuvas apenas no nordeste do Texas, Arkansas, Missouri, Tennessee e Alabama. Região que não produz muito. No Alto Meio Oeste, só Illinois receberá chuvas decentes. As Planícies do Norte, Colorado, Nebraska, Kansas e outro estados do Alto Meio Oeste como Iowa, Indiana e Ohio, secos ou com chuvas mínimas.

Figuras 5 e 6.

Precipitação no Brasil

Precipitação nos Estados Unidos

  • Na BM&F, milho abril-21 fechou a R$94,90 e julho-21 a R$90,03. Milho spot ficou em R$93,44.
  • O prêmio milho BR Julho-21 está com +25,0% versus Chicago.
  • O prêmio soja BR Maio-21 está com -0,4% versus Chicago (-US$0,05/bushel).

NOAA, CBTO, B3, Genial Investimentos, Red Ridge Research
Red News Logo

Abra sua conta

Comece a formar seu patrimônio hoje mesmo com a assessoria da Red Ridge Investimentos e através de uma das maiores plataformas de investimentos do Brasil, a Genial Investimentos - corretora do banco Plural

Invista!
Red Ridge Logo